Setembro: mês da educação básica no Rotary

Setembro é o mês dedicado à Educação Básica e Alfabetização pelo Rotary, por isso reunimos os artigos publicados sobre o tema, neste site, desde que ele foi criado. (Clique nos links para ler o artigo.)

Anúncios

Negra, pobre e Silva: o primeiro ouro da Rio 2016 é a cara do Brasil.

Negra, pobre e Silva: o primeiro ouro da Rio 2016 é a cara do Brasil. É dessa forma que o jornal espanhol El País noticiou a conquista da primeira medalha de ouro do Brasil, nas Olimpíadas Rio 2016, pela judoca Rafaela Silva.

Moradora da favela Cidade de Deus, Rafaela deve o seu ingresso no judô a um projeto social na Rocinha, de onde ganhou o primeiro quimono. Seus professores tiravam dinheiro do próprio bolso para que ela pudesse viajar para competir.

“Só Deus sabe o quanto sofri e o que tive de fazer para chegar aqui.”

Devido à escassez de bons treinadores e academias, perdemos de longe para outros países no placar olímpico. Devido à escassez de bons professores e escolas, o mesmo ocorre com a produção nacional de cientistas e profissionais qualificados, de nível superior. E os poucos campeões que produzimos acabam indo para o exterior, atraídos por melhores condições de vida, e de carreira.

Na educação básica, o Brasil está entre os piores do mundo. O PISA, Programa Internacional de Avaliação de Alunos, é uma espécie de Olimpíadas da educação básica, que a cada três anos examina estudantes de 15 anos de idade em leitura, matemática e ciências. Dos 70 países avaliados em 2015, nosso país ficou em 63º lugar na classificação média geral.

No Brasil, temos o IDEB, Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. Em 2015, o índice do ensino médio das escolas brasileiras foi 3,7, e dos anos finais do ensino fundamental 4,5. Apesar do IDEB das escolas privadas ser superior ao das escolas públicas, ambas possuem índices baixos se considerarmos que a nota vai de zero a dez. Além disso, 82% dos alunos estão na rede pública, e o desempenho do ensino privado acaba não tendo peso quando se trata de melhorar o país como um todo.

O alunos são carentes e os professores despreparados. Podemos deixar tudo por conta do Governo? Como promover a mudança? Por onde começar?

Segundo Mozart Neves Ramos, ex-reitor da Universidade Federal de Pernambuco e diretor do Instituto Ayrton Senna, um dos parceiros do Movimento Santa Catarina pela Educação,

“O Brasil tem escolas do século IX, professores do século XX, e alunos do século XXI.”

Investir na escola é prioritário. E se deixássemos tudo por conta do Governo, não teríamos a Rafaela Silva, assim como outras estrelas que aguardam sua vez, esperando por uma chance de brilhar e ajudar a melhorar o Brasil.

De acordo com um velho provérbio chinês, o melhor momento para se plantar uma árvore foi a vinte anos atrás. O segundo melhor momento é agora.

Por isso, em parceria com a FIESC e o SENAI/SC, rotarianos de dezenove clubes do Distrito 4651 estão desenvolvendo um projeto para melhorar a educação básica que beneficiará mais de 10.000 alunos, através da instalação de laboratórios de informática em 11 escolas públicas no estado de Santa Catarina. O projeto contará com recursos da Fundação Rotária.

Educação básica e alfabetização é uma das seis áreas de enfoque da Fundação Rotária. Somente no ano passado, a Fundação investiu US$ 10,3 milhões em 173 projetos na área da educação básica e alfabetização.

WanYu Chih
Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária 2016-2019
Associado ao Rotary Club de Florianópolis

Artigo originalmente publicado neste site em 10/08/2016, editado e atualizado com os dados do PISA 2015 para publicação no Informativo mensal de setembro do Rotary Distrito 4651.

Edital de Apoio a Projetos de Subsídio Global 2017-18

ROTARY INTERNATIONAL DISTRITO 4651
COMISSÃO DISTRITAL DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA
SUBCOMISSÃO DISTRITAL DE SUBSÍDIOS

É com satisfação que comunicamos aos Rotary Clubs do Distrito 4651 que estão abertas as inscrições para apoio financeiro do distrito aos Projetos de Subsídio Global com recursos do FDUC – Fundo Distrital de Utilização Controlada. Subsídios Globais são recursos que patrocinam projetos alinhados à Missão da Fundação Rotária de promoção da boa vontade, paz e compreensão mundial por meio de apoio a iniciativas de melhoria da saúde, da educação e do combate à pobreza.

1) Valor total a ser distribuído

O valor total disponível para o Ano Rotary 2017-18 é de US$ 80.000,00, recurso esse proveniente do FDUC – Fundo Distrital de Utilização Controlada, formado pelas contribuições dos clubes ao Fundo Anual de Programas que retornam ao distrito após 3 anos pelo Sistema SHARE.

2) Critério de distribuição dos recursos

Conforme previsto no Plano Trienal 2016-19 da Fundação Rotária do Distrito 4651, aprovado na Assembleia Distrital em 2016, reconheceremos os projetos de maior impacto, propostos por clubes que contribuem efetivamente à Fundação Rotária. Os projetos apresentados serão pontuados, e o recurso disponível no ano será distribuído proporcionalmente à contribuição do clube à Fundação Rotária nos últimos 3 anos, e ao impacto projeto.

Projetos já submetidos e aguardando aprovação da Fundação Rotária terão o recurso do distrito reservado até a aprovação ou recusa pela Fundação. Nos demais casos, o recurso destinado ao projeto permanecerá reservado até a publicação do resultado da próxima edição do edital de apoio a projetos de subsídio global do distrito. Os projetos não submetidos à aprovação da Fundação Rotária, ou modificados para reapresentação após a sua recusa, poderão solicitar apoio do distrito na próxima edição do edital.

Todos os projetos de subsídio global, sejam eles projetos com parceiro internacional já submetidos à aprovação da Fundação Rotária, projetos em busca de parceiro internacional ou projetos em fase de elaboração, deverão ser apresentados, ou reapresentados, através do presente Edital para poderem contar com o recurso do distrito.

A verba disponível será distribuída por projeto proporcionalmente à sua pontuação (P), a ser apurada da seguinte forma:

Nota A = média aritmética da contribuição do clube à Fundação Rotária nos 3 últimos anos (em dólares). São consideradas as contribuições ao Fundo Anual de Programas e ao Fundo Pólio Plus.

Nota B = pontuação atribuída ao projeto, por consenso entre os membros da Comissão Julgadora, sendo: 1,2 para projeto de alto impacto; 1,0 para projeto de médio impacto; 0,8 para projeto de baixo impacto.

Nota C = pontuação atribuída ao projeto, por consenso entre os membros da Comissão Julgadora, sendo: 1,2 para projeto em busca de parceiro estrangeiro; 1,0 para projeto em fase avançada de elaboração; 0,8 para projeto em fase inicial de elaboração.

Pontuação P do clube = (Nota A x Nota B x Nota C) / somatória da Nota A x Nota B x Nota C de todos os clubes participantes, que será a participação do clube na divisão do recurso disponível para projetos de subsídio global do ano.

Exemplo:

Três clubes (quantidade ilustrativa para efeito de exemplo) estão propondo projetos de subsídio global. O clube 1 tem a média de US$ 9.000,00 de contribuição nos 3 últimos anos, o clube 2, US$ 5.000,00, e o clube 3, US$ 1.000,00. A nota do projeto do clube 1 é 1,0, do clube 2 é 1,2, do clube 3 é 1,0.

A pontuação P de cada clube será:

P1 = (9.000,00 x 1,0) / [ (9.000,00×1,0) + (5.000,00×1,2) + (1.000,00×1,0) ] = 12.000/15.000 = 60,0%
P2 = (5.000,00 x 1,2) / [ (9.000,00×1,0) + (5.000,00×1,2) + (1.000,00×1,0) ] = 6.666,66/15.000 = 33,3%
P3 = (1.000,00 x 1,0) / [ (9.000,00×1,0) + (5.000,00×1,2) + (1.000,00×1,0) ] = 1.333,33/15.000 = 6,66%

O clube 1 irá ter 60,0% do recurso total reservado, o clube 2, 33,3% e o clube 3, 6,66%.

O recurso destinado a cada projeto será limitado a 25% do valor total do projeto.

No caso de projeto multiclubes, com a participação de dois ou mais clubes em um mesmo projeto, aplica-se o mesmo procedimento acima para cada clube participante.

3) Condições de participação

Para qualificar-se ao edital serão observadas as seguintes condições:

a) O clube deverá assinar o Memorando de Entendimento de Qualificação de Clube para a Fundação Rotária (ANEXO I).
b) O clube deverá estar qualificado pelo Distrito 4651 no Ano Rotary 2017-2018, participando do Seminário da Fundação Rotária/Seminário Distrital de Gerenciamento de Subsídios da Fundação Rotária, dia 23/09/2017.
c) O clube deverá estar em dia com suas obrigações para com o Rotary International (per capitas do RI e do Distrito 4651) e a Fundação Rotária (obrigações relativas a projetos anteriores).
d) A documentação apresentada deverá estar completa e corretamente preenchida.
e) O projeto deverá enquadrar-se em pelo menos uma das áreas de enfoques da Fundação Rotária.
f) Os itens devem ser financiáveis de acordo com os Termos e Condições de Subsídios Distritais e Globais da Fundação Rotária (ANEXO I).
g) Rotaract Clubs, Interact Clubs e Casas da Amizade (Associação dos Cônjuges de Rotarianos) poderão participar dos projetos de subsídios distritais, desde que, sob a responsabilidade de um Rotary Club patrocinador, devendo o Presidente do Rotary Club assinar o projeto, atestando a responsabilidade do Rotary Club para com o mesmo. Contudo, por serem consideradas entidades associadas ao Rotary elas não podem ser beneficiárias de recursos de subsídios da Fundação Rotária.
h) O clube deverá apresentar orçamento de todos os itens do projeto, e caso o item orçado tenha valor igual ou superior a US$ 1.000,00 o mesmo deverá ser apresentado em papel timbrado do fornecedor.
i) O clube poderá participar com mais de um projeto de subsídio global por ano rotário.
j) Após a realização do projeto, o clube deverá apresentar Relatório da Implementação do Projeto, anexando todos os comprovantes de despesas realizadas (ANEXO IV).

4) Documentos necessários

Documentos necessários para o envio dos projetos:

a) Carta de encaminhamento do projeto assinada pelo presidente e tesoureiro do clube.
b) Memorando de Entendimento de Qualificação de Clube para a Fundação Rotária (ANEXO I).
c) Formulário de Pedido de Subsídio Global 2017-18 (ANEXO II).
d) Termo de Compromisso de aportar os recursos necessários para a complementação do valor total do projeto (ANEXO IV).

Os pedidos deverão ser enviados por email ou correio à Subcomissão Distrital de Subsídios. Em ambos os casos, solicitar confirmação de entrega.

Presidente da Subcomissão Distrital de Subsídios
Eder Vieira Couto
Rua Felipe Schmidt, 390 Sala 702
Florianópolis, Santa Catarina CEP 88010-001

Email: evcouto@costaricaengenharia.com.br
Fone: 48 99982-2483 (Tim)

5) Comissão julgadora

A Comissão Julgadora será formada pelo Governador Distrital, Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária e Presidente da Subcomissão Distrital de Subsídios. O resultado do edital será divulgado juntamente com uma breve descrição dos projetos aprovados.

6) Esclarecimento de dúvidas

Em caso de dúvidas, além do Presidente da Subcomissão, poderão ser consultados o Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária ou o Governador Distrital.

7) Cronograma

Etapa Data Responsável
Lançamento do Edital 01/09/2017 Comissão Distrital da FR
Data limite para envio das propostas  31/10/2017 Rotary Club
Data limite para julgamento 10/11/2017 Comissão Julgadora
Divulgação do resultado 30/11/2017 Subcomissão Distrital de Subsídios

8) Anexos

Os anexos abaixo encontram-se publicados no site da Fundação Rotária do Distrito 4651.

ANEXO I: Memorando de Entendimento de Qualificação de Clube para a Fundação Rotária
ANEXO II: Termos e Condições de Subsídios Distritais e Globais da Fundação Rotária
ANEXO III: Formulário de Pedido de Subsídio Global
ANEXO IV: Termo de Compromisso de aportar os recursos necessários para a complementação do valor total do projeto
ANEXO V: Relatório da Implementação do Projeto de Subsídio Global

https://fundacaorotary4651.wordpress.com/
https://fundacaorotary4651.wordpress.com/manuais-e-formularios/

Itajaí, 1 de setembro de 2017.

(a.) José Alberto Noldin
Governador Distrital 2017-18

(a.) Wan Yu Chih
Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária 2016-19

(a.) Eder Vieira Couto
Presidente da Subcomissão Distrital de Subsídios 2017-18

Edital de Subsídio Distrital 2017-18

DG1844608
ROTARY INTERNATIONAL DISTRITO 4651
COMISSÃO DISTRITAL DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA
SUBCOMISSÃO DISTRITAL DE SUBSÍDIOS

É com satisfação que comunicamos aos Rotary Clubs do Distrito 4651 que estão abertas as inscrições para Projetos de Subsídio Distrital com recursos do FDUC – Fundo Distrital de Utilização Controlada. Subsídios Distritais são recursos que patrocinam projetos alinhados à Missão da Fundação Rotária de promoção da boa vontade, paz e compreensão mundial por meio de apoio a iniciativas de melhoria da saúde, da educação e do combate à pobreza.

1) Valor total a ser distribuído

O valor total disponível para o Ano Rotary 2017-18 é de US$ 5.430,00, correspondente a 50% (cinquenta por cento) das contribuições dos clubes ao Fundo Anual de Programas durante o Ano Rotary 2014-15, que retornam ao distrito após 3 anos pelo Sistema SHARE ao FDUC – Fundo Distrital de Utilização Controlada.

2) Critério de distribuição dos recursos

Conforme previsto no Plano Trienal 2016-19 da Fundação Rotária do Distrito 4651, aprovado na Assembleia Distrital em 2016, passaremos a reconhecer os projetos de maior impacto, propostos por clubes que contribuem efetivamente à Fundação Rotária.  Os projetos apresentados serão pontuados, e o recurso disponível no ano será distribuído proporcionalmente ao atingimento das metas do RI de contribuição do clube à Fundação Rotária nos últimos 3 anos, e ao impacto do projeto.

A verba disponível será distribuída proporcionalmente à pontuação (P) de cada clube, a ser apurada da seguinte forma:

Nota A = média aritmética do percentual do clube de atingimento da meta do RI de contribuição à Fundação Rotária de cada ano, nos 3 últimos anos (0 a 100 pontos). São consideradas as contribuições ao Fundo Anual de Programas e ao Fundo Pólio Plus.

Nota B = pontuação atribuída por consenso entre os membros da Comissão Julgadora, sendo: 1,2 para projeto de alto impacto; 1,0 para projeto de médio impacto; 0,8 para projeto de baixo impacto.

Pontuação P do clube = (Nota A x Nota B) / somatória da Nota A x Nota B de todos os clubes participantes, que será a participação do clube na divisão do recurso disponível para projetos de subsídio distrital do ano.

Exemplo:

Três clubes (quantidade ilustrativa para efeito de exemplo) estão propondo projetos de subsídio distrital. O clube 1 tem média de 150% de contribuição nos 3 últimos anos, o clube 2, 100%, e o clube 3, 50%. A nota do projeto do clube 1 é 1,0, do clube 2 é 1,2, do clube 3 é 1,0.

A pontuação P de cada clube será:

P1 = (150 x 1,0) / [ (150×1,0) + (100×1,2) + (50×1,0) ] = 150/320 = 46,8%
P2 = (100 x 1,2) / [ (150×1,0) + (100×1,2) + (50×1,0) ] = 120/320 = 37,5%
P3 = (50 x 1,0) / [ (150×1,0) + (100×1,2) + (50×1,0) ] = 50/320 = 15,6%

O clube 1 irá receber US$ 3.281,25, o clube 2, US$ 2.625,00 e o clube 3, US$ 1.093,75.

No caso de projeto multiclubes, com a participação de dois ou mais clubes em um mesmo projeto, aplica-se também o mesmo critério acima para cada clube participante.

3) Condições de participação

Para qualificar-se ao edital serão observadas as seguintes condições:
a) O clube deverá assinar o Memorando de Entendimento de Qualificação de Clube para a Fundação Rotária (ANEXO I).
b) O clube deverá estar qualificado pelo Distrito 4651 no Ano Rotary 2017-2018, participando do Seminário da Fundação Rotária/Seminário Distrital de Gerenciamento de Subsídios da Fundação Rotária, dia 23/09/2017.
c) O clube deverá estar em dia com suas obrigações para com o Rotary International (per capitas do RI e do Distrito 4651) e a Fundação Rotária (obrigações relativas a projetos anteriores).
d) A documentação apresentada deverá estar completa e corretamente preenchida.
e) O projeto deverá enquadrar-se em pelo menos uma das áreas de enfoques da Fundação Rotária.
f) Os itens devem ser financiáveis de acordo com os Termos e Condições de Subsídios Distritais e Globais da Fundação Rotária (ANEXO II), sendo permitido o fornecimento de forros e divisórias em projetos de subsídio distrital (não em projetos de subsídio global).
g) Rotaract Clubs, Interact Clubs e Casas da Amizade (Associação dos Cônjuges de Rotarianos) poderão participar da realização de projetos de subsídios distritais, desde que, sob a responsabilidade de um Rotary Club patrocinador, devendo o Presidente do Rotary Club assinar o projeto, atestando a responsabilidade do Rotary Club para com o mesmo. Contudo, por serem consideradas entidades associadas ao Rotary elas não podem ser beneficiárias de recursos de subsídios da Fundação Rotária.
h) O clube deverá apresentar orçamento de todos os itens do projeto, e caso o item orçado tenha valor igual ou superior a R$ 500,00 o mesmo deverá ser apresentado em papel timbrado do fornecedor.
i) O clube poderá participar com apenas um projeto de subsídio distrital por ano rotário.
j) Após a realização do projeto, o clube deverá apresentar Relatório de Execução do Projeto, anexando todos os comprovantes de despesas realizadas (ANEXO IV).
k) É permitido ao clube ajustar o projeto original em termos quantitativos, de modo a adequá-lo ao eventual recebimento de subsídio em valor diferente ao solicitado, sem contudo alterar o seu escopo.
l) É permitido ao clube desistir do projeto de subsídio devendo para isso comunicar formalmente o Presidente da Subcomissão Distrital de Subsídios, o quanto antes com vistas a não prejudicar os demais participantes.
m) Em ocorrendo a desistência de algum clube, é permitido à Comissão Distrital da Fundação Rotária, à seu critério, redistribuir o recurso disponível entre os demais participantes, destiná-lo a um novo projeto, ou devolvê-lo à Fundação Rotária.
n) Os subsídios serão depositados na conta do clube em Reais com base na taxa de câmbio em vigor no ato da liberação do recurso pela Fundação Rotária.
o) É permitido ao distrito, através do seu Governador, enviar pedido de até 20% do recurso disponível para subsídio distrital, para contingências como eventuais inundações ou vendavais que possam acontecer no ano, ou outra atividade que atenda à missão da Fundação Rotária. Se utilizado, será necessário formalizar a utilização do recurso como um projeto de subsídio distrital e prestar contas ao final.

4) Documentos necessários

Documentos necessários para o envio dos projetos:

a) Carta de encaminhamento do projeto assinada pelo presidente e tesoureiro do clube.
b) Memorando de Entendimento de Qualificação de Clube para a Fundação Rotária (ANEXO I).
c) Formulário de Pedido de Subsídio Distrital 2017-18 (ANEXO III).

Os pedidos deverão ser enviados por email ou correio à Subcomissão Distrital de Subsídios. Em ambos os casos, solicitar confirmação de entrega.

Presidente da Subcomissão Distrital de Subsídios

Eder Vieira Couto
Rua Felipe Schmidt, 390 Sala 702
Florianópolis, Santa Catarina CEP 88010-001

Email: evcouto@costaricaengenharia.com.br
Fone: 48 99982-2483 (Tim)

5) Cronograma

Etapa Data Responsável
Lançamento do Edital 01/09/2017 Comissão Distrital da FR
Data limite para envio das propostas  31/10/2017 Rotary Club
Data limite para julgamento 15/11/2017 Comissão Julgadora
Divulgação do resultado 30/11/2017 Subcomissão Distrital de Subsídios
Liberação dos recursos 31/12/2017 Tesoureiro Distrital
Entrega do Relatório Final 15/04/2018 Rotary Club

6) Esclarecimento de dúvidas

Em caso de dúvidas, além do Presidente da Subcomissão, poderão ser consultados o Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária ou o Governador Distrital.

7) Comissão julgadora

A Comissão Julgadora será formada pelo Governador Distrital, Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária e Presidente da Subcomissão Distrital de Subsídios. O resultado do edital será divulgado juntamente com uma breve descrição dos projetos aprovados.

8) Anexos

Os anexos abaixo encontram-se disponíveis no site da Fundação Rotária do Distrito 4651.

ANEXO I:   Memorando de Entendimento de Qualificação de Clube para a Fundação Rotária
ANEXO II:  Termos e Condições de Subsídios Distritais e Globais da Fundação Rotária
ANEXO III: Formulário de Pedido de Subsídio Distrital
ANEXO IV: Relatório de Execução do Projeto de Subsídio Distrital

https://fundacaorotary4651.wordpress.com/
https://fundacaorotary4651.wordpress.com/manuais-e-formularios/

Itajaí, 1 de setembro de 2017.

(a.) José Alberto Noldin
Governador Distrital 2017-18

(a.) Wan Yu Chih
Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária 2016-19

(a.) Eder Vieira Couto
Presidente da Subcomissão Distrital de Subsídios 2017-18

 

Edital para Bolsas de Estudo para Profissionais da Área Hídrica e de Saneamento 2017-18

ROTARY INTERNATIONAL DISTRITO 4651
COMISSÃO DISTRITAL DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA
SUBCOMISSÃO DISTRITAL DE BOLSAS ROTARY PELA PAZ E BOLSAS EDUCACIONAIS

É com satisfação que comunicamos a abertura das inscrições para as Bolsas de Estudos para Profissionais da Área hídrica e de Saneamento – mais uma das iniciativas da Fundação Rotária para a redução da pobreza, prevenção de doenças, desenvolvimento econômico de comunidades, promoção da paz, boa vontade e compreensão mundial.

1) Bolsas de Estudo para Profissionais da Área Hídrica e de Saneamento

As Bolsas de Estudo para Profissionais da Área Hídrica e de Saneamento capacitam futuros líderes da área a fazerem uma diferença substancial em suas comunidades e no mundo.

A Bolsa financia o mestrado em ciências no Instituto Unesco-IHE, localizado em Delft, na Holanda, nas seguintes áreas: recursos hídricos e saneamento urbanos, gestão de recursos hídricos ou engenharia e ciências hídricas; além disso:

● Dá suporte a alunos admitidos ao Unesco-IHE que demonstrem excelência acadêmica e interesse em cumprir a Missão da Fundação Rotária.
● Incentiva o cultivo de relações de trabalho a longo prazo entre o bolsista e seus patrocinadores.
● Conta com o envolvimento de pelo menos um Rotary Club ou distrito rotário do local onde o bolsista irá morar ou trabalhar depois de concluir os estudos.
● Apoia comunidades em países rotários.
● Tem a comunidade em mente: os rotarianos patrocinadores selecionam candidatos apropriados para a bolsa.
● Causa impacto sustentável e mensurável na comunidade patrocinadora.
● Está alinhada às metas da área de enfoque Recursos Hídricos e Saneamento.

2) Valor das Bolsas

As Bolsas de Estudo cobrem Mensalidade/anuidade; Hospedagem e alimentação; Livros e materiais; Custos com outro programa de estudos negociados entre Fundação e o Unesco-IHE.

As bolsas de estudos são financiadas pela Fundação Rotária, que paga €34.000 diretamente ao Unesco-IHE para cada bolsa.

Financiamento adicional para cobrir outros custos relativos ao programa acadêmico, como passagem aérea internacional, será coordenado pelo Unesco-IHE. Embora possível, este financiamento não é garantido.

3) Perfil dos candidatos

É esperado que o bolsista tenha um bom conhecimento sobre o Rotary e forte compromisso para colaborar em atividades e serviços do seu clube/distrito patrocinador. O candidato deve:

a) Ter bom histórico e grande potencial em sua vida acadêmica e profissional, tendo causado impacto na comunidade.
b) Cumprir os requisitos do financiamento coordenado pelo Instituto Unesco-IHE;
manter um bom desempenho acadêmico no Unesco-IHE durante todo o período da bolsa.
c) Concordar em:
i. enviar mensalmente um relatório aos rotarianos patrocinadores relatando sua experiência acadêmica e cultural;
ii. fazer pelo menos uma apresentação em evento de Rotary Club ou distrito na Holanda;
iii. fazer pelo menos uma apresentação em Conferência Distrital em seu país de origem;
iv. trabalhar, após o regresso, com os rotarianos patrocinadores em uma atividade da área de recursos hídricos e saneamento que cause impacto positivo em sua comunidade.
d) Voltar para seu país após o término do ano acadêmico para seguir carreira nas áreas de recursos hídricos e saneamento.

4) Restrições

Pessoas nas categorias abaixo não se qualificam à Bolsas de Estudo:

● Rotariano.
● Funcionário de Rotary Club, distrito, ou outra entidade rotária, nem do Rotary International.
● Cônjuge, descendente direto (filho ou neto legítimo, natural, devido a casamento, legalmente adotado ou não), cônjuge de descendente direto ou ascendente (pai/mãe ou avô/avó paterno/a ou materno/a) de pessoa que se enquadre em qualquer dos itens anteriores.

5) Condições de participação do clube padrinho

Para qualificar seu candidato ao edital, o clube deverá observar as seguintes normas:

a) O clube deverá estar qualificado pelo Distrito 4651 no Ano Rotary 2017-2018, participando do Seminário da Fundação Rotária/Seminário Distrital de Gerenciamento de Subsídios da Fundação Rotária, dia 23/09/2017.
b) O clube deverá estar em dia com suas obrigações para com o Rotary International (per capitas do RI e do Distrito 4651) e a Fundação Rotária (obrigações relativas a projetos anteriores).
c) Rotaract Clubs e Casas da Amizade (Associação dos Cônjuges de Rotarianos) poderão participar do processo de indicação desde que, sob a responsabilidade de um Rotary Club patrocinador, devendo o Presidente do Rotary Club assinar o projeto, atestando a responsabilidade do Rotary Club para com o mesmo.
d) O clube poderá indicar somente 01 (um) candidato por ano.
e) O clube deverá formar uma Comissão de Bolsas de Estudos formada por três associados.

6) Processo seletivo do candidato

a) Inicialmente, o candidato deverá ser aceito em um dos três programas de mestrado do Unesco-IHE, para em seguida buscar o patrocínio do Rotary Club.
b) Em seguida, o candidato deverá preencher e enviar o Formulário de Inscrição do Candidato à Bolsa (em formato .doc no ANEXO I) ao Rotary Club.
c) Caso aprovado pelo clube, o mesmo deverá solicitar ao candidato que reúna os demais documentos necessários para a inscrição.
d) De posse dos documentos o clube deverá providenciar seu envio à Subcomissão Distrital Bolsas Rotary pela Paz e Bolsas Educacionais.
e) Os candidatos que apresentarem a documentação completa e devidamente preenchida serão chamados para entrevista com a Comissão Selecionadora do distrito.
f) Todas as etapas anteriores são eliminatórias.
g) Os bolsistas são selecionados com base em mérito e em sua capacidade de causar impacto significativo durante suas carreiras em questões relacionadas à água e saneamento. O candidato ideal deve apresentar bom desempenho acadêmico, ter experiência profissional relevante e demonstrar liderança na comunidade.

7) Obrigações do clube

Os rotarianos do clube deverão:

a) Trabalhar com o bolsista durante o período da bolsa em atividades como:
i. recebimento de relatório mensal do bolsista falando de suas experiências acadêmicas e culturais;
ii. providências para que o bolsista faça no mínimo uma apresentação na Conferência Distrital;
iii. um projeto que cause impacto positivo nas áreas hídrica e de saneamento da comunidade do patrocinador após o retorno do bolsista.
c) Alertar a Fundação sobre possíveis problemas com o gerenciamento dos fundos e alegações de comportamento inapropriado.

8) Documentos necessários para inscrição

a) Carta de recomendação do Rotary Club assinada pelo presidente e pelo secretário do clube.
b) Formulário de Inscrição do Candidato à Bolsa (em formato .doc no ANEXO I). Pela importância das informações prestadas, sugere-se a atenta leitura das instruções de preenchimento do formulário.
c) Carta de admissão incondicional do candidato emitida pelo UNESCO-IHE (Obs.: a única exceção é a admissão condicional baseada em ajuda financeira. Admissão condicional baseada em pontuação no teste de idioma não é aceitável).
d) Curriculum Vitae em inglês.

Os documentos deverão ser obrigatoriamente enviados pelo Correio, com comprovante de recebimento, para:

Presidente da Subcomissão Distrital Bolsas Rotary pela Paz e Bolsas Educacionais
Dorival Ramos Schultz
Rua das Castanheiras, 36
Lagoa da Conceição
Florianópolis, Santa Catarina CEP 88062-284

Fone: 48 99119-9819 (Vivo)
Email: dorschultz@gmail.com

A aprovação dos candidatos pelo Instituto Unesco-IHE, localizado em Delft, na Holanda, é condição obrigatória para concorrer à Bolsa de Estudos.

9) Cronograma

Etapa Data Responsável
Lançamento do Edital 01/09/2017 Comissão Distrital da FR
Data limite para envio das inscrições ao distrito 30/04/2018 Rotary Club
Data das entrevistas 14/05/2018 Comissão Selecionadora
Data limite para envio das inscrições à Fundação Rotária 15/06/2018 Subcomissão Distrital de Bolsas Educacionais
Divulgação dos nomes indicados 25/06/2018 Subcomissão Distrital de Bolsas Educacionais

As entrevistas com os candidatos inscritos serão realizadas no endereço:

Rodovia SC 401, 8600 Bloco 5 Sala 101
Santo Antônio de Lisboa, Florianópolis SC
Fone: 48 3239-2400

10) Comissão selecionadora

A Comissão Selecionadora será formada pelo Governador Distrital, pelo Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária e pelo Presidente da Subcomissão Distrital Bolsas Rotary pela Paz e Bolsas Educacionais. O resultado do edital será divulgado juntamente com uma breve descrição dos candidatos aprovados.

11) Esclarecimento de dúvidas

Os candidatos deverão ser esclarecer suas dúvidas junto ao Rotary Club padrinho. Os clubes poderão consultar o Presidente da Subcomissão Distrital Bolsas Rotary pela Paz e Bolsas Educacionais, e também o Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária ou o Governador Distrital.

12) Anexos

ANEXO I: Kit de Inscrição às Bolsas de Estudos para Profissionais da Área Hídrica e de Saneamento:

https://rotary.org/pt/unesco-ihe

Informações adicionais pelo site:

https://fundacaorotary4651.wordpress.com/

Itajaí, 1 de setembro de 2017.

(a.) José Alberto Noldin
Governador Distrital 2017-18

(a.) Wan Yu Chih
Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária 2016-19

(a.) Dorival Ramos Schultz
Presidente da Subcomissão Distrital Bolsas Rotary pela Paz e Bolsas Educacionais 2017-18

Edital para Bolsas Rotary pela Paz 2017-18

ROTARY INTERNATIONAL DISTRITO 4651
COMISSÃO DISTRITAL DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA
SUBCOMISSÃO DISTRITAL DE BOLSAS ROTARY PELA PAZ E BOLSAS EDUCACIONAIS

É com satisfação que comunicamos a abertura das inscrições para as Bolsas Rotary pela Paz – uma das iniciativas da Fundação Rotária para a promoção da paz, boa vontade e compreensão mundial.

1) Bolsas Rotary pela Paz

A cada ano, 100 bolsistas Rotary pela Paz são escolhidos para participarem de um programa mundial de aperfeiçoamento (de 3 meses) ou de mestrado (de 15 a 24 meses) em um dos Centros Rotary pela Paz, com a parceria de renomadas universidades, abaixo listadas. Os bolsistas estudam assuntos relacionados às principais causas de conflitos e exploram soluções inovadoras que atendem necessidades reais.

● Duke University e University of North Carolina, Chapell Hill, EUA
● International Christian University, Japão
● University of Bradford, Inglaterra
● University of Queensland, Austrália
● Uppsala University, Suécia
● Chulalongkorn University, em Bangcoc, Tailândia

Os cinco primeiros centros participam do programa de mestrado, enquanto a Chulalongkorn University realiza os cursos de aperfeiçoamento. Os candidatos são orientados a examinar a grade de cursos de cada universidade, a fim de selecionarem aquelas cujos temas mais se aproximem de seus planos.

O programa nos Centros Rotary pela Paz capacita futuros líderes em assuntos de paz e prevenção/resolução de conflitos a fazerem uma diferença substancial em suas comunidades e no mundo. Os alunos se preparam para atuar em áreas como, por exemplo:

● Mediação de conflitos
● Ajuda humanitária em zonas de conflito e desastre
● Crise dos refugiados
● Tráfico humano
● Violência urbana
● Violência na escola
● Violência contra a mulher
● Diversidade religiosa e étnica
● Questão indígena
● Invasão de terras
● Delinquência juvenil
● Genocídio
● Terrorismo

2) Valor das Bolsas

As Bolsas Rotary pela Paz cobrem mensalidades e taxas escolares, estágios, estudos de campo, acomodações, refeições e despesas com transporte de ida e volta, em um valor aproximado de US$ 75.000 para o programa de mestrado e US$ 12.000 para o programa de aperfeiçoamento.

3) Perfil dos candidatos

Os candidatos deverão possuir atuação comprovada em temas relacionados com a paz e a resolução de conflitos, seja através de trabalho acadêmico ou voluntário ou ainda experiência profissional, e serem líderes natos. Eles podem estar trabalhando em:

● Organizações não governamentais ligadas a direitos humanos, assistência em casos de catástrofe, ajuda humanitária, defesa do meio ambiente, auxílio a refugiados e outros assuntos na área da paz e cooperação internacional.
● Organizações e corporações internacionais.
● Órgãos do governo tais como departamentos de estado, ministérios das relações exteriores, corpos diplomáticos.
● Agências de prestação de serviços voluntários internacionais; militares, policiais e profissionais da área de segurança.
● Grupos de mediação, arbitragem e resolução de disputas.
● Associações de ex-universitários, centros de carreira e departamento de estudos no exterior.
● Departamentos de estudos em relações internacionais, ciências políticas, estudos sobre paz e resolução de conflitos das faculdades e universidades locais.
● Locais que reúnam ex-bolsistas ou ex-participantes de equipes de Intercâmbios de Grupos de Estudos da Fundação que trabalhem com questões internacionais, desenvolvimento, fortalecimento da paz e resolução de conflitos, mesmo que residam fora do distrito.

4) Elegibilidade para o programa de mestrado

a) Mínimo de três anos de experiência na área, seja em empregos remunerados ou não (mínimo de trinta horas semanais).
b) Proficiência em inglês. Recomenda-se proficiência em um segundo idioma também.
c) Diploma de bacharel ou equivalente.
d) Grande capacidade de liderança.
e) Compromisso com a paz e compreensão mundiais, demonstrado por realizações acadêmicas e profissionais, e atividades pessoais e humanitárias.

5) Elegibilidade para o programa de aperfeiçoamento profissional

a) Mínimo de cinco anos de experiência ocupando posição de responsabilidade (nível médio ou alto) em período integral.
b) Proficiência em inglês.
c) Sólida formação acadêmica.
d) Grande capacidade de liderança.
e) Compromisso com a paz e compreensão mundiais, demonstrado por realizações acadêmicas e profissionais, e atividades pessoais e humanitárias.

6) Restrições

Pessoas nas categorias abaixo não se qualificam ao mestrado, mas podem se candidatar ao programa de aperfeiçoamento profissional (neste caso, o candidato deve cobrir todos os custos associados ao programa):

● Rotarianos representativos e honorários.
● Funcionários de Rotary Clubs, distritos, Rotary International ou outra entidade rotária.
● Cônjuges, descendentes diretos (filhos ou netos consanguíneos ou por adoção legal), cônjuges de descendentes diretos ou ascendentes (pais ou avós consanguíneos ou não) de qualquer pessoa viva das categorias acima.
● Ex-rotarianos (durante 36 meses após a saída do clube) e seus parentes, conforme descrito acima.

Quem já recebeu a Bolsa Educacional da Fundação Rotária, ou a Bolsa Rotary pela Paz para obtenção do certificado de aperfeiçoamento profissional, deve esperar pelo menos três anos após o seu término para se inscrever ao programa de mestrado em um Centro Rotary pela Paz.

Aqueles que completaram o programa de mestrado como Bolsista Rotary pela Paz devem esperar pelo menos cinco anos para se inscrever ao programa de aperfeiçoamento profissional.

7) Condições de participação do clube padrinho

Para qualificar seu candidato ao edital, o clube deverá observar as seguintes normas:

a) O clube deverá estar qualificado pelo Distrito 4651 no Ano Rotary 2017-2018, participando do Seminário da Fundação Rotária/Seminário Distrital de Gerenciamento de Subsídios da Fundação Rotária, dia 23/09/2017.
b) O clube deverá estar em dia com suas obrigações para com o Rotary International (per capitas do RI e do Distrito 4651) e a Fundação Rotária (obrigações relativas a projetos anteriores).
c) Rotaract Clubs e Casas da Amizade (Associação dos Cônjuges de Rotarianos) poderão participar do processo de indicação desde que, sob a responsabilidade de um Rotary Club patrocinador, devendo o Presidente do Rotary Club assinar o projeto, atestando a responsabilidade do Rotary Club para com o mesmo.
d) O clube poderá indicar até 03 (três) candidatos por ano.

8) Processo seletivo do candidato

a) Inicialmente, o candidato deverá ser aprovado pelo clube.
b) Caso aprovado, o clube deverá solicitar ao candidato que preencha o Formulário de Inscrição Online (ANEXO I) e reúna os demais documentos necessários para a inscrição.
c) De posse dos documentos o clube deverá providenciar seu envio à Subcomissão Distrital Bolsas Rotary pela Paz e Bolsas Educacionais.
d) Os candidatos que apresentarem a documentação completa e devidamente preenchida serão chamados para entrevista com a Comissão Selecionadora do distrito.
e) Todas as etapas anteriores são eliminatórias.
f) A seleção pelo distrito não garante ao candidato admissão ao programa da universidade desejada. A aprovação final será dada pela Fundação Rotária e condicionada à aprovação do candidato pela universidade.
g) Os bolsistas são selecionados com base em mérito e em sua capacidade de causar impacto significativo durante suas carreiras em questões relacionadas à paz e resolução de conflitos. O candidato ideal deve apresentar bom desempenho acadêmico, ter experiência profissional relevante e demonstrar liderança na comunidade.

9) Documentos necessários para inscrição

a) Carta de recomendação do Rotary Club assinada pelo presidente e pelo secretário do clube.
b) Inscrição para a Bolsa Rotary pela Paz (pelo formulário eletrônico no ANEXO I). Pela importância das informações prestadas, sugere-se a atenta leitura das instruções de preenchimento do formulário.
c) Curriculum Vitae em inglês.
d) Duas cartas de recomendação (pelo formulário eletrônico no ANEXO I), preenchidos e assinados por pessoas que conheçam o trabalho, estudos, atividades voluntárias e realizações do candidato. (Candidatos ao programa de mestrado devem enviar uma recomendação profissional e outra acadêmica; candidatos ao programa de aperfeiçoamento profissional devem enviar duas recomendações profissionais, sendo que uma deverá ser preenchida pelo empregador atual.)
e) Histórico Escolar traduzido em inglês por tradutor juramentado (apenas para o programa de mestrado).
f) Resultado de testes como GRE, TOEFL, IELTS, requeridos pelas universidades.
g) Declaração do candidato (pelo formulário eletrônico no ANEXO I).
h) Dissertação elaborada pelo candidato (pelo formulário eletrônico no ANEXO I).
i) Formulário de endosso do distrito (a ser fornecido após entrevista).

Os documentos deverão ser obrigatoriamente enviados pelo Correio, com comprovante de recebimento, para:

Presidente da Subcomissão Distrital Bolsas Rotary pela Paz e Bolsas Educacionais
Dorival Ramos Schultz
Rua das Castanheiras, 36
Lagoa da Conceição
Florianópolis, Santa Catarina CEP 88062-284

Fone: 48 99119-9819 (Vivo)
Email: dorschultz@gmail.com

A aprovação de candidatos pela Fundação Rotária não é garantia de obtenção da bolsa pois os mesmos precisam, também, serem aceitos pelas universidades nas quais manifestaram preferência.

10) Cronograma

Etapa Data Responsável
Lançamento do Edital 01/09/2017 Comissão Distrital da FR
Data limite para envio das inscrições ao distrito 31/05/2018 Rotary Club
Data das entrevistas 15/06/2018 Comissão Selecionadora
Data limite para envio das inscrições à Fundação Rotária 01/07/2018 Subcomissão Distrital Bolsas Paz
Divulgação dos nomes indicados 10/07/2018 Subcomissão Distrital Bolsas Paz

As entrevistas com os candidatos inscritos serão realizadas no endereço:

Rodovia SC 401, 8600 Bloco 5 Sala 101
Santo Antônio de Lisboa, Florianópolis SC
Fone: 48 3239-2400

11) Comissão selecionadora

A Comissão Selecionadora será formada pelo Governador Distrital, pelo Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária e pelo Presidente da Subcomissão Distrital Bolsas Rotary pela Paz e Bolsas Educacionais. O resultado do edital será divulgado juntamente com uma breve descrição dos candidatos aprovados.

12) Esclarecimento de dúvidas

Os candidatos deverão ser esclarecer suas dúvidas junto ao Rotary Club padrinho. Os clubes poderão consultar o Presidente da Subcomissão Distrital Bolsas Rotary pela Paz e Bolsas Educacionais, e também o Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária ou o Governador Distrital.

13) Anexos

ANEXO I: Inscrição às Bolsas Rotary pela Paz
http://rotary.org/myrotary/pt/get-involved/exchange-ideas/peace-fellowship-application

Formulário eletrônico de inscrição para a Bolsa Rotary pela Paz contido no ANEXO I:
https://rotary.embark.com/auth/login

Informações adicionais pelo site:
https://fundacaorotary4651.wordpress.com/

Itajaí, 1 de setembro de 2017.

(a.) José Alberto Noldin
Governador Distrital 2017-18

(a.) Wan Yu Chih
Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária 2016-19

(a.) Dorival Ramos Schultz
Presidente da Subcomissão Distrital Bolsas Rotary pela Paz e Bolsas Educacionais 2017-18

Não estamos sós

O mundo é repleto de violência, ignorância, pobreza, doença, corrupção, poluição… E você pensa, “Será que posso fazer alguma coisa? Afinal, sou apenas um.”

Não se você for um rotariano. Como rotarianos, fazemos parte de um clube, de um distrito, e de uma rede internacional de 1,2 milhões de rotarianos e 35.000 clubes em 200 países. Isso faz de cada um nós parte de uma das maiores organizações de serviços do planeta.

Há 32 anos, rotarianos decidiram trabalhar por um mundo livre da paralisia infantil. Agora, falta só isto para acabar com a pólio. Qual será o nosso próximo grande desafio?

Podemos trabalhar por um mundo livre de conflitos, guerras e violência.

Mas, como é que o Rotary pode ser uma força pela paz? Ele não tem autoridade legal, não é uma religião, não tem exército nem tanques, e ainda insiste em ser apolítico.

Se ao invés de pensarmos no Rotary como sendo apenas um conjunto de clubes de serviço e pensarmos nele como um força global pela construção da paz, passaremos a fazer parte de um exército de voluntários trabalhando por um mundo sem violência, sem guerra.

Fazemos parte de um exército de pessoas, equivalente ao de nações mais poderosas do planeta, com a vantagem de estarmos integrados no seio de cada comunidade. O Rotary como organização mundial nos conecta com uma rede de líderes comunitários, e as seis áreas de enfoque transformam essa rede em uma poderosa força de paz.

Quando criamos uma oportunidade econômica para comunidades carentes, o Rotary constrói a paz. Quando fornecemos educação onde ela não é disponível, fornecemos água limpa e condições sanitárias, o Rotary constrói a paz. Quando melhoramos a saúde de mulheres e crianças, prevenimos e tratamos doenças, o Rotary constrói a paz. E quando focamos especificamente na paz, prevenção e resolução de conflitos, o Rotary constrói diretamente a paz.

E com a área de enfoque da paz, uma rede de mais de mil ex-bolsistas dos Centros Rotary pela Paz distribuídos pelo globo, e a nossa rede mundial de Rotary Clubs, o Rotary está pronto para dar um novo salto.

O Rotary está pronto para treinar jovens e líderes para construir a paz, evitar e mediar conflitos; está pronto para reunir pessoas e recursos para aumentar o impacto sobre a construção da paz, por meio de projetos em todas as áreas de enfoque; está pronto para capacitar rotarianos a criarem uma paz sustentável em comunidades e regiões mesmo que afetadas por conflitos e guerra.

Junte-se a nós nessa missão.

Crie um comitê pela paz em seu clube. Apoie o programa Centros Rotary pela Paz. Recrute candidatos qualificados para atuarem pela paz em suas comunidades, pelo país, ou pelo mundo. Desenvolva pelo menos um projeto por ano que promova a paz, ou que direta ou indiretamente reduza as causas da violência. E conte com o apoio da Fundação Rotária para isso.

WanYu Chih
Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária 2016-2019
Associado ao Rotary Club de Florianópolis

Artigo publicado no Informativo de agosto de 2017 do Rotary Distrito 4651.