Bill Gates está investindo em galinhas

Contrariando o provérbio chinês, “Não dê o peixe, ensine a pescar”, Bill Gates resolveu dar galinhas para acabar com a pobreza.

“Foi revelador para mim saber que as galinhas podem fazer a diferença. Se você estivesse vivendo com 2 dólares por dia, o que faria para melhorar sua vida? Essa é uma questão real para os quase 1 bilhão de pessoas que vivem em situação de extrema pobreza hoje. De fato, se eu estivesse no lugar deles, eu criaria galinhas.”

Segundo Gates, elas são fáceis e baratas de se cuidar. Muitas comem o que encontram pelo chão. As galinhas só precisam de um lugar para se abrigar.

Elas são um bom investimento. Suponha que uma família comece com cinco galinhas. Se um vizinho possuir um galo, depois de três meses, ela terá 40 pintinhos. Vendendo cada frango por US$ 5, ela pode ganhar mais de US$ 1.000 por ano, renda superior à linha de pobreza extrema, de US$ 700 por ano.

Embora os ovos possam ajudar a combater a desnutrição, muitos agricultores com pequenas criações acham que vale mais a pena deixar os ovos eclodirem, e usar o dinheiro da venda dos filhotes para comprar alimentos. Se a criação for maior, eles podem separar alguns ovos para família.

Como as galinhas são pequenas e ficam perto de casa, elas são tidas como animais a serem criados por mulheres, em contraste com animais maiores como cabras ou vacas. E mulheres tendem a reinvestir a renda da venda em suas famílias.

Bill Gates prometeu doar cem mil galinhas. Para isso, ele fez uma parceria com a Heifer International, que cuidará da distribuição e supervisão da reprodução. A Heifer é uma organização sem fins lucrativos, fundada em 1944, que busca acabar com a fome e a pobreza por meio de uma agricultura sustentável.

O Rotary Club de Little Rock, Arkansas, se reúne semanalmente na Biblioteca Presidencial Bill Clinton, que fica a poucos metros da Heifer International. Com isso, vários funcionários da Heifer são membros do Rotary Club.

Sabendo que a Heifer se alinha à missão do Rotary de impulsionar as economias locais e melhorar a saúde, não é de se surpreender que as duas organizações tenham se emparceirado em inúmeras ocasiões nos últimos 30 anos. Juntas, elas fortalecem comunidades ajudando inúmeras famílias a vencerem a pobreza.

O estado de Arkansas ocupa o quarto lugar no ranking de pobreza nos Estados Unidos. Após conduzirem um estudo que determinou que havia uma considerável demanda inexplorada para o cultivo local de hortaliças orgânicas, rotarianos e a Heifer decidiram se reunir em mais uma iniciativa para apoiar a comunidade de Little Rock.

Com recursos da Fundação Rotária, os rotarianos adquiriram e forneceram, aos agricultores, túneis de estufas plásticas, para aumentar o periodo de cultivo, além de dar aconselhamento sobre marketing, finanças e comercialização. A Heifer forneceu treinamento sobre práticas sustentáveis e autossuficiência.

Desenvolvimento econômico e comunitário é uma das áreas de enfoque da Fundação Rotária. O Rotary Club de Little Rock é um dos parceiros do Rotary Distrito 4651 no projeto de subsídio global, para a criação de laboratórios de informática em onze escolas públicas participantes do Movimento Santa Catarina pela Educação.

Fonte: “Why I Would Raise Chickens de Bill Gates”, publicado em 07/06/2016 em gatesnotes.com; “Colaboração entre o Rotary e a Heifer ajuda agricultores a ofertar alimentos localmente”, publicado em rotary.org.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s